sexta-feira, abril 21, 2006

Assim se salvam vidas.


A conselheira Espanhola do Meio Ambiente, Fuensanta Coves, anunciou que o seu departamento revogou a autorização dada aos promotores da rota 4x4 'Andalucia de ponta a Cabo' que permitia a passagem dos veiculos todoterreno por Raya Real, espaco situado entre os Parques Nacional e Natural de Doñana, onde habitam linces.
Coves explicou que a revogação se fez depois de recebida uma carta da Estação Biológica de Doñana em que esta actividade foi desaconselhada. A rota de 4x4, em que participariam cerca de 70 veiculos, tinha previsto sair amanhã, Sábado, de Punta Umbría (Huelva) para durante una semana percorrer toda a zona até ao Cabo de Gata (Almería). A organização "Ecologistas en Acción" alertou para o perigo desta actividade por uma zona onde, actualmente, segundo indicaram, habitam duas fêmeas de lince ibérico selvagem, com duas crias cada.
O atropelamento é a principal causa de morte do lince ibérico nesta zona.

Bom fds

5 Comentários:

Blogger Fátima Silva disse...

Uma notícia que vale ouro!

10:33 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Com ceretza a revogação deveu-se ao fato de ninguém resistir a beleza estonteante desses lindos gatinhos!!! Maravilhosos!!! E ela com ceretza merece o respeito de todos!!!

Postamos no Trilhas & Terras e há no final do meu post, alguns links sobre a situação indígena na Amazônia. Se desejares dê uma olhadinha!!!

Beijinhos para teu final de domingo!!!

ò,ó

6:00 da tarde  
Blogger Fátima Silva disse...

O sêlo da Amazónia já está a votação. Quando puderes passa por lá. Um beijinho

12:50 da manhã  
Blogger Angela Ursa disse...

Olá! Os ambientalistas estão protestando contra um projeto de busca de petróleo no Ártico por uma agência do governo dos EUA. Beijo da Ursa

3:15 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

É pena é que esta "revogação" já não venha a tempo de salvar o único Lince Ibérico macho de nome "Pávon" que morreu atropelado numa estrada ao pé de Donhana, deixando 2 crias por criar, em que só é permitido (segundo a lei) andar a 60 km como máximo de velocidade e é claro que a viatura que atropelou o Lince devia vir muito devagarinho..
Uma noticia que vale ouro?!!!! Só se fôr mesmo para uma tal de Fátima Silva!!

12:56 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial