terça-feira, dezembro 05, 2006

Reais tristezas..


À uma decada atrás, mais precisamente em 1996, visitei Londres. Recordo-me que uma das coisas que me aconselharam, e que acabei por não ver, foi o render da guarda real no Palácio de Buckingham. 10 anos depois fico contente por não ter visto e gostaria mesmo que ninguem mais visse. Está confirmado que os chapéus negros que os guardas reais usam são feitos de pelo de urso pardo do Canadá. Para cada um dos chapéus poder ser usado, um urso Pardo teve de ser morto.

Quando não morrem ao primeiro tiro e conseguem escapar acabam por ter uma morta lenta e obviamente dolorosa. Os pequenos ursos que fiquem órfãos tambem não tem capacidade para sobreviver.

O secretário de estado da defesa, Adam Ingram afirmou que "se existirem alternativas as mesmas serão consideradas". A PETA já produziu e entregou alternativas em pêlo falso mas as posições da "realeza" mantem-se. Passaram duas décadas e tudo está na mesma.

A realeza não se mede pelo que se ostenta. A realeza passa por reconhecer que errámos e tornarmo-nos melhores. Infelizmente ali de real não há nada. Só o pêlo. Só o sangue dos ursos.

5 Comentários:

Blogger Hanah disse...

"Sóé real o que convém a realeza" Lenine


Abraço amigo

Boa Semana

Até mais

7:18 da tarde  
Blogger Desambientado disse...

Não sabia. Não sei se é só uma coisa da realeza, se não será também uma questão de inércia cultural, como o Arminho, muito utilizado nos enfeites de Carnaval, ou a pele de crocodilho, etc, etc.
São neste momento perfeitas tolices e um completo desrespeito pela vida.

1:20 da tarde  
Blogger Mar disse...

Essa relidade dos ursos dói né guerreiro. Oh my good.. como pode humanos não serem seres inteligentes. Esse foi o maior susto que tive depois que cresci. Eh isso.. qd descobri que os humanos são menos inteligentes que os animais. Isso dói guerreiro.

6:06 da tarde  
Blogger Angela Ursa disse...

Hugo, muito triste isso! Saber que a realeza trata dessa maneira os animais. Aliás, eu assisti o filme A Rainha e fiquei surpresa ao ver a forma como a família real caça.
Beijos!

5:31 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

É lamentável que tamanha estupidez, seja venerada diariamente por um bando de gentes, mas há ao menos um possível entendimento para atituddes feito essas, pois naturalmente que para alguém parar diante de uma encenação arcaica e fora de propósito feito essa, os espectadores certamente que são pessoas com muito espaço vago na caixa craniana... Daí entende-se!!! Nunca entendi qual a razão do chapelão alto e cheio de pelos...

Nem acredito que o povo da rainha se coloque a questionar isso...

Beijos,
Cris

8:30 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial