terça-feira, agosto 29, 2006

Últimos uivos

Não queria falar do Gerês. Mas a realidade é esta. Uma parte ardeu.
Acho que a responsabilidade é de muitos, de todos, nossa.

Para quem limpou as matas e combateu as chamas, Obrigado.

O que mais me custa é não ouvir ninguém dizer "falhámos", vamos fazer melhor agora, vamos proteger o que resta.

Tão depressa não volto lá. Ao nosso único Parque Nacional. Ao sitio de onde há muito desapareceram o Urso-pardo, a Cabra montês, o Galo montês e onde ainda procuram sobreviver o Lobo, o Gato-bravo, a Marta, a Águia real... e tantas outras espécies...refugiadas em azevinhos, bétulas, teixos, carvalhos...

Deixo algumas fotos de visitas ao Gerês. Sim, é em Portugal. Ou era...não sei.

Aconselho a leitura da carta que Miguel Barbosa enviou ao director do Parque da Peneda Gerês.

Está no seu excelente faunaiberica.blogspot.com.
Porque importa olhar para a frente e defender os ultimos.

8 Comentários:

Blogger Janelas da Alma disse...

Querido Amigo,

Há já uns tempos que aqui não vinha!...E tenho pena de não te visitar mais frequentemente, porque os teus textos são tão importantes e relevantes!...
As lágrimas caíram-me dos olhos, durante os incêndios do Gerês. Eu tenho uma afinidade muito particular com a àrea, porque nos anos 80 trabalhei lá, e fizemos a contagem dos cavalos selvagens, observámos os lobos, e a última águia real que havia na Serra Amarela!...protegemos as áreas do turismo, de forma a não serem poluídas pelos piqueniques dos visitantes. Tentámos proteger as víboras, que eram caçadas por causa do veneno. Patrulhámos os trilhos da montanha, para evitar fogos postos. Partilhámos os caminhos com os javalis e os cervos. Parte de mim ainda vive lá!...Agora, como tu tão bem dizes, está reduzido a cinzas, e os animais perderam o seu habitat, e a flora foi parcialmente destruída. Quando será que vamos aprender a respeitar e a proteger a natureza, uma vez que perturbamos tanto o seu silêncio?...

Obrigado pela visita às minhas janelas. Sim, parece caipirinha!
Um grande abraço, amigo Hugo!

Nuno Osvaldo

3:40 da tarde  
Blogger el magnifico disse...

Nada a dizer, já disseste (escreveste)tudo.

11:10 da manhã  
Blogger Ivo Rodrigues disse...

Saudações Alenetjanas !!!

Apenas fui lá duas vezes e sempre fiquei deslumbrado, como é possivel haver pessoas tão más .....

Haja saúde !!!

12:28 da tarde  
Blogger Ivo Rodrigues disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

12:28 da tarde  
Blogger Vida disse...

Já lá estive e adorei, ao ouvir nas noticias que ele ardia, senti pena de ser portuguesa, porque só em Portugal se deixa arder um parque daqueles...de quem é a culpa, certamente de todos nós...
Obrigado pela visita e palavras, beijinhos.

12:56 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Lugar lindo...

Até quando???

Beijinhos,
Cris

4:25 da tarde  
Blogger alice disse...

boa tarde, hugo,

desculpa só hoje retribuir a tua amável visita e bonitas palavras

já conhecia o teu blog, é uma referência que não dispenso pelo carinho que transpira pelo ambiente

um grande beijinho para ti

alice

3:22 da tarde  
Blogger aprendiz de viajante disse...

Adorei as palavras que agora fazem parte do cabeçalho do teu blog, são mesmo de um guerreiro da NATUREZA!

Quanto ao post, tanto as imagens, como as palavras tocaram fundo...

Se o nosso planeta fosse habitado por gente como tu, estou certa que a Terra seria o Céu!

Um bom fds para ti.

7:34 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial