segunda-feira, agosto 20, 2007

Transgénicos..

Um transgénico (Organismo Geneticamente modificado, OMG) é um organismo vivo criado artificialmente manipulando os seus genes. As técnicas de engenharia genética consistem em isolar segmentos do ADN (material genético) de um ser vivo (vírus, bactéria, vegetal, animal e mesmo humano) para os introduzir no material hereditário de outro.

Por exemplo, o milho transgénico que se cultiva maioritariamente leva genes de bactérias que lhe permite produzir uma substancia insecticida.

A diferença fundamental para as técnicas tradicionais de melhoria genética é que permitem quebrar barreiras entre espécies para criar seres vivos que efectivamente não existem na natureza. Trata-se de uma experiência à escala planetária baseado num modelo científico que ainda é uma incógnita.

Alguns dos perigos destas culturas para o meio ambiente e agricultura são o incremento do uso de tóxicos na agricultura, a contaminação genética, a contaminação dos solos, a perda de biodiversidade, o desenvolvimento de resistências por parte dos insectos ou efeitos não desejados em outros organismos. Os efeitos sobre os ecossistemas são irreversíveis e imprevisíveis.

Por cá discute-se a forma da acção da Verde-Eufémia (destruiu cerca de 1 hectare de campo com milho transgénico no Algarve), o prejuízo dado ao agricultor e inclusivamente fazem-se já aproveitamentos políticos dos acontecimentos.

Sobre a acção compreendo-a mas não sei se atingiu o objectivo. Sobre os transgénicos sou contra. Um terço dos alimentos que comemos contêm derivados de soja ou de milho. As consequências e os efeitos para nós humanos são uma incógnita e a parada é bem alta. Para o ambiente são já uma certeza como o prova a destruição de bosques primários na Argentina para plantação de soja transgénica.

Infelizmente o importante não está aqui em causa. Não se alteram nem se cultivam alimentos geneticamente modificados para uma agricultura sustentável. Para uma distribuição mais justa dos alimentos. Para um real combate à fome no mundo.

É apenas mais um negócio. A qualquer preço.

4 Comentários:

Blogger Jardineira aprendiz disse...

Eu também compreendo, mas não concordo, acho que só tira a credibilidade aos movimentos ambientalistas. A violência alimenta violência, directa ou indirectamente, e o papel de vítima será muito útil a todos os interessados nos transgénicos. E não vai impedir que outros campos sejam plantados.

O que seria necessário era um esclarecimento ao público em geral dos riscos ecológicos da utilização dos transgénicos, mas as pessoas só se parecem preocupar quando é a sua própria saúde que é directamente posta em causa. Além de que as implicações ecológicas do uso dos transgénicos não são fáceis de compreender pela maioria das pessoas (como a maioria dos problemas ecológicos, por isso é que as coisas demoram tanto a mudar) Mas acho que terá que ser por aí.

Desculpa o comentário enorme!
Beijo

10:19 da tarde  
Blogger Angela Ursa disse...

Hugo, fiz uma homenagem aos amigos de Portugal na Floresta da Ursa. Beijos!

3:21 da manhã  
Blogger Avusa disse...

muito bome actual o teu post!

9:55 da manhã  
Blogger Mário Nunes disse...

Subscrevo inteiramente...
Também escrevi sobre o assunto no Espaço Aberto...

11:48 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial