sexta-feira, fevereiro 17, 2006

O que recordo...

O grito dos Congos
a cor dos Tucanos
o roncar do Arenal
o pôr do sol em Tamarindo
o faro dos Mapaches
as feridas dos pizotes
a água do Tabacon
a vivacidade das flores
o primeiro peixe balão
as arvores de guachipelin
o silencio do puma
o poder do jaguar

9 Comentários:

Blogger Bitta disse...

A ausência de um suporte visual também é muito interessante... Imaginei cada verso do que escreveste!!! É um exercício mental muito criativo!!! As tuas palavras recriam um mundo maravilhoso...

Bom fim-de-semana.

5:32 da tarde  
Blogger Era uma vez um Girassol disse...

Passei por aqui...e há novidades!
Regressado de férias, pintas com cores e sons esse poema, descrevendo as impressões das férias na Costa Rica. Ricas e fortes emoções viveste!
Abraço

2:33 da tarde  
Anonymous Mar disse...

Hmmm espero que tenhas voltado mais guerreiro dessa viagem. Tjudo bem com você? estava com saudades.. tava sim.

4:36 da tarde  
Anonymous Mar disse...

Se vc um dia for viajar e dizer que vai à China..... mando a alfândega de deportar...rs. -Agora feche os olhos e imagine...... imagine........ imagine os chineses correndo atrás dos cães! soft poct. -Não to generalisando.. naum... tem chines que ainda corre dos cachorros.
abraços.. mas.. como vai você mesmo?

3:03 da tarde  
Anonymous Mar disse...

Hi Mr Rainbow Warrior. -Não sou ativista GP 7 dias por semana porque preciso trabalhar. -Sou filiada, cyberativista e campeio os mercados contra os produtos trangênicos e principalmente contra os produtos da Nissou e outros que distribuiem produtos de animais marinhos tipo a baleia por exemplo. Estou nas causas que for preciso e me considero uma unidade independente, dentro do horário que posso, mas.. na maioria dos casos, nadamos ... e morremos na praia!!!!. -Guerreiro, vc poderia colocar um banner do GP no teu blog.. poderia sim. Acho que a maioria das pessoas não colocam porque tira o toque pessoal delas. Sinceridad? -Não conheço a Maite, nesse momento não estou lembrada dela. Qualquer dia, qualquer hora filie-se ao GP, uma andorinha só não faz verão mas faz a diferença. Mas.. para fazer a diferença não precisa ser filiado a nada, basta... enfrentar o mal sem perder a vida é claro. Cuide-se bem e.... boa noite.

10:29 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

"O silêncio do puma e o poder do jaguar". Tão perto que estiveste deles e no entanto tão longe, o mesmo se poderá dizer de nós humanidade em relação a todos os animais, mas em vez de aprendermos com os erros ainda os acentuamos mais, até um dia se aperceberem que o dinheiro não se come. Que te fortaleça o espirito amigo da Natureza, esta viagem á Costa Rica e tudo o que tocaste e que viste é o que a tua Vida alguma vez será..
"o silêncio do puma, o poder do jaguar e o olhar do lince.."
Teixas said.

11:35 da manhã  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Lindo!!!
Amei!!!
Visualizei cada cena...

Beijinhos!!!
ò,ó

2:50 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Estive com onças na amazônia e o silêncio delas e a força do olhar, é algo indescitível e apaixonante.

Sei do que falas quando te referes do "Silêncio do Puma e do poder do Jaguar". Isso é válido para todos os animais, mas um FELINO... UFA!!! Há que se respeitar!!!

Beijinhos
ò,ó

2:55 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Embora nunca tenha tido o prazer e a honra de ver felinos no seu estado selvagem, estou completamente de acordo com o que escreveu o (a) Lãmina d'água no texto em que escreveu "Estive com onças na Amazônia.." e afinal ás vezes é tão bom saber que não somos os únicos a pensar assim, é um sentimento agradável de esperança.

5:27 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial