quarta-feira, julho 05, 2006

Sobras nucleares - o lixo dos pobres

A Macedónia situa-se no centro da Europa fazendo fronteira com a Grecia, Albânia, Bulgária e Sérvia Montenegro. A sua capital é Skopje. De momento no território foram formalmente decretados 4 parques nacionais que ocupam cerca de 130.000 hectares protegidos por lei. Os invernos são bastante frios e os verões sub-tropicais com as temperaturas a atingirem mais de 40º. Sendo um país montanhoso, a sua fauna é diversa e abundante incluindo entre muitas espécies o Mocho, o Urso, o Lobo, a Raposa, O Linçe e a Águia imperial.

Mas o país é pobre. Em Petrovec, perto da capital Skopje tentam avançar com a contrução de mais um depósito para lixo nuclear. À semelhança daquilo que foi feito nos anos 90 quando relativamente ao depósito de lixos nucleares no país muitas questões como: Que tipo de residuos foram depositados? em que condições? onde? que estudos foram efectuados relativo aos efeitos?... ficaram por responder.
Mas o dinheiro fala. E as chamadas potencias europeias, necessitam de depositar o seu lixo radioactivo num qualquer caixote do lixo bem longe de suas fronteiras. Os mais pobres vendem-se. Aliás, os gananciosos vendem-se.
Uma coisa é certa, as fronteiras não durarão tanto como os desperdícios radioactivos de que falamos. No minimo são milhares de anos.
A natureza tem-no, mas nós iremos a tempo?

4 Comentários:

Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

É estranha essa postura burra de acharem que ao jogar o lixo no terreno do vizinho, as casas dos que o produzem, estarão limpas... Além de burrice, mostra a falta de responsabilidade.

Está tudo bem interessante nessa tua janelinha. Estive com meu computador muito comprometido e fiz por várias vezes muitas tentativas desalvá-lo, pois tudo oque eu tinha, estava ali e vários projetos pronto, mas com muito peso por carga da alta resolução que acabaria gerando uma quantidade enorme de gravação de CDs e que por fim, acabei por perdr tudo, pois o defeito estava em uma rachadura de uma placa que custarammuito para identificar, mas enfim... Foram-se os anéis... Aliás, Foi-se mesmo a minha caixa de jóias, massempre étempo para recomeça e estou aquite falando tudo isso para justificar minha ausência. Agora, com computador novo e outra postura diante dos arquivos a serem armazendados, lembrei-me deuma coisa e acho que poderás me responder e se de fato isso for possível, gostaria que tu me enviasse a resposta por email...

laminadagua@gmail.com

Vendo teu país e que eugosto muito, ir adiante na copa e merecidamente, embora eu não seja uma pessoa que me emocione com a catarse gerada por ele, lembrei-me de qualquer coisa que li aqui, sobre a pessoa que foi contratada para desenhar o uniforme da seleção de futebol e que se não estou enganada, tal pessoa aprova e usa peles de animais... Estou certa??? A pessoa que fez os uniformes protugueses para essa copa,usa peles de animais em suas criações??? Pensei em postar em homenagem a Portugal e portugueses, mas gostaria de fazer um alerta, também, mas não tenho certeza disso e por essa razão, te peço que me digas alguma coisa, caso saibas me responder!!!


Bom jogo!!! Acabo de escutar que os portugueses estão entrando em campo... Que vençam pelo merecimento de esforço e de empenho em equipe, coisa que os brasileiros não possuem, mas que a glória não os deixem cegos.

Beijinhos Querido!!!
Cris

7:59 da tarde  
Blogger Jardineira aprendiz disse...

E as fronteiras são uma coisa inventada pelo homem a quem não obedecem os ventos nem as águas...
E depois eu é que sou míope...

10:20 da tarde  
Blogger el magnifico disse...

Nós nunca vamos a tempo quando se trata da Natureza, esse é que é o grande problema e quando gananciosos se vendem e muitas vezes vendem o seu próprio país, como é o caso deste lixo radioactivo, portanto é como os líderes de cada país, muitas vezes ou sempre mesmo as pessoas não se identificam em nada com esses líderes e no entanto decidem o que nunca deveriam decidir e muitas vezes com proveito próprio e não do real país que "representam"!! Parece que estão á espera que todos os recursos naturais acabem para depois se lembrarem que o dinheiro não se come.

12:07 da tarde  
Blogger Vida disse...

Excelente blog, adorei as imagens e textos... os pobres irão sempre se vender sem pensarem se vão lucrar mesmo algo nesta venda e os ricos esquecem-se dos ventos e das marés.

Um grande beijinho.

1:13 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial