sexta-feira, fevereiro 27, 2009

O Justiceiro..

Baltazar Garzón. Juiz mediático, denominado por alguns como o "Super Juiz".
Escreveu recentemente "um mundo sem medo" do qual ficam alguns excertos:

"(...) Agora as mães não podem assumir solitariamente o papel de educadoras dos seus filhos. Por isso os homens têm de assumir em paridade essa responsabilidade. Hão-de ensinar-lhes a dizer Não. A ser fortes, a resistir às tentações. Há que erradicar a cultura do êxito fácil, do consumismo, da imediatez. Acabar com os esteriótipos do executivo agressivo, do culto do corpo, do triunfador."

"Queridos Maria e Baltasar, Um Mundo sem medo. Será só uma utopia? Penso sinceramente que é possível construir um Mundo Mais Justo. (...) Os Direitos Humanos não se podem adiar, hipotecar, dissimular, escamotear, distorcer, mutilar ou perverter."

Aborda ainda os seus processos de julgado a Pinochet, a Justiça Penal Universal, os Genocidios, o Terrorismo, e todos os casos onde, sem medo, decidiu actuar local e globalmente.

Mas como em quase tudo na vida a coerência fica à porta de nós mesmos. A outra face da moeda deste senhor é que se durante a semana defende os direitos humanos dos cidadãos, ao fim de semana viola os direitos universais dos animais. É caçador.

Julgar os outros sempre foi mais facil que julgar-nos a nós proprios. Faço como tu e digo :

"Os Direitos dos animais não se podem adiar, hipotecar, dissimular, escamotear, distorcer, mutilar ou perverter." E julgo-te.. culpado.

1 Comentários:

Blogger S.B. disse...

100% de acordo! Aliás todos nós somos animais - humanos e não humano, todos nós mercemos respeito...mesmo que não gostem de nós...

1:44 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial