quarta-feira, janeiro 28, 2009

António Maria Pereira..

O falecimento de António Maria Pereira, considerado o "pai dos direitos dos animais em Portugal", foi considerada uma perda "muito violenta" para os membros da associação Animal, que o lembram como o autor da primeira lei de defesa dos animais.

Para os membros da Animal, o dia da morte do homem que "aos 79 anos se tornou vegetariano" é de "luto".

"É uma perda muito violenta e muito lamentada. Foi o pai dos direitos dos animais em Portugal e o autor da primeira lei de direitos dos animais na Assembleia da República, que foi ridicularizada pelos colegas", recordou Miguel Moutinho, da Animal, referindo-se ao diploma aprovado em 1995, que veio proibir, nomeadamente, o tiro aos pombos.

António Maria Pereira foi um "político progressivo" com um "vigor intelectual", um "homem comprometido com a Justiça e com os animais", mas também "uma referência pessoal" para Miguel Moutinho.

In Público
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1357872&idCanal=62

2 Comentários:

Blogger Jaqueline Sales disse...

Se ele dedicou parte da sua energia em favor da natureza, a perda é irreparável.

O olhar de um cão é algo inesquecível, não é mesmo, Hugo? Eu não esqueço o olhar de hoje á tarde, da cadela doente. Tão doente que precisou ser sacrificada. É muito triste.

Vim te ver, mas acabo te deixando lembranças tristes. Ainda bem que encontrei a tua presença para dividir esse olhar.

BeijUivoooooooooooosssssssss da Loba

1:07 da manhã  
Blogger Angela Ursa disse...

Hugo, é uma pena a perda de uma pessoa tão importante assim! Que ele tenha deixado muitos seguidores! Beijos da Ursa

4:06 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial