terça-feira, fevereiro 19, 2008

Quando a amizade suporta o amor..

"Petita" é uma elefanta que presentemente habita o parque natural "Terra Natura" em Benidorm.

Desde sempre muito magra, tem os ossos da mandíbula e órbita craniana muito demarcados.
Aos 34 anos é aparentemente igual às 12 fêmeas que a rodeiam. Mas não é assim.

O peso médio de um elefante é de cerca de 4 toneladas e Petita tem aproximadamente 2,9 toneladas. Isto foi factor determinante para ser marginalizada por quase todo o grupo. Machos incluídos, pois segundo um dos biólogos do parque, Daniel Sánchez "os machos gostam de fêmeas fortes, atléticas, complexas e com carácter".

Mas esta situação alterou-se quando se fez amiga de "Kaisoso", uma fêmea proveniente da Birmãnia que procurou pouco a pouco a integração de Petita no grupo protegendo-a inclusive em situações de conflito.
O seu empenho permitiu que "Luka" um macho de cerca de 5 toneladas "esbelto e de patas largas" começa-se a rondar Petita na época do cio.

O parque celebrou entretanto esta aceitação com uma cerimónia em que foram lançadas pétalas de rosas ao casal, bem como anéis simbólicos feitos com frutas frescas e figos..um manjar muito apreciado pelos elefantes. Não faltaram ainda frases como "vivam os noivos" e pedidos para que se beijassem.
René Figueroa foi o sacerdote que benzeu a união. Diz que foi a primeira vez que oficializou uma cerimónia deste tipo mas que quando soube da história e que os elefantes se encontram ameaçados de extinção não duvidou.

"Ás vezes os animais dão-nos lições de convivência e de aceitação e aqui temos um exemplo vivo disso" disse o religioso.
Acertadamente digo eu.

1 Comentários:

Blogger Jon disse...

Look here

9:27 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial